3.11.08

Imagine, e realize!

Desde os tempos em que o ser humano começou a usar seu cérebro racionalmente, é presente em todo e qualquer ser desta raça, a vontade de realizar seus pensamentos, mesmo que mais loucos e impossíveis, temos em nossa mente as projeções de possibilidades para realizar nossas metas, e seguimos isso até o final, quem nunca teve a vontade tremenda de ter uma grande televisão para olhar o jogo do seu time bem tranquilo e mostrar para seus amigos sua nova aquisição? mesmo tendo que entrar no vermelho e dever até pra mãe, nós corremos esses riscos para termos nosso desejo realizado, satisfazendo interiormente (e temporariamente) nossas vontades, parecendo que não precisamos de mais nada após isso, efeito que passa ao almejar outro objeto que nos cobiça através da escândalosa mídia de nosso tempo atual.





Agora, o ser humano é um ser individualista por natureza, a preocupação consigo mesmo é algo espantoso, e o medo de ajudar alguém parece predominar, pois fica claro, por exemplo, quando vemos no Jornal da TV crianças passando fome, pedindo esmolas na rua e chorando sujas como quem acabará de rolar na terra, e dizemos: "que horror, como essas pessoas não ajudam essas coitadinhas dessas crianças", mas ao depararmos com essa cena ao vivo, passamos reto, e nem atenção damos à essas pobres vítimas da desigualdade.





Claro que existem, em muitos casos, razões para isso, como, por exemplo: Por medo dos marginais mirins que atacam as pessoas que de bom coração lhes prestam ajuda; Por repúdio aos pais dessas crianças, que muitas vezes, estão em casa dormindo, e mandam essas pobres crianças para rua esmolar e principalmente pelo Estado não cumprir seu papel, deixando essas crianças "atiradas" nas ruas, ao invés de, ou coloca-los numa escola, ou chamar a atenção desses pais irresponsáveis, afinal, para que servem as proteções às crianças e adolescentes??





Podem ter certeza, daqui uns anos, essas criancinhas que vemos nos sinais, esmolando, estarão assaltando nossas casas, furtando nossas veículos, sequestrando nossos familiares e etc. Pois o que lhes é apresentado é isso, a criminalidade como forma de salvação da vida de extrema pobreza, e infelizmente, poucos erguem às mãos para ajudar.





Portanto, devemos fazer nossa parte, não vamos financiar esse tipo de conduta, ao contrario, vamos cobrar das autoridades públicas mais empenho nessas causas, ora, o poder emana do povo, conforme a CF88, nossa carta magna, então vamos fazer valer nosso poder, os muitos não devem sofrer nas mãos dos poucos.





Ou você vai ficar aí parado com seus objetivinhos fúteis??













Comentem, a discussão começa aqui!!

Um comentário:

  1. Mileni4/11/08

    é verdade!! o que vemos hoje nas ruas é isso mesmo .. e muitas destas criancas ja está totalmente ligada ao crime e as drogas... e caso alguma pessoa se recuse a ajudar ..podera ter seu carro, no mínimo, estragado.
    desta forma, se nao levarem as criancas a escola, nao conseguiremos ter um mundo melhor... e mesmo aquelas que querem estudar, as vezes, se obrigam a largar os estudos para ajudar os pais a sustentarem os 6 filhos .. trabalhando desde muito cedo ...
    alguém deveria fazer algo realmente util, disciplinante e dar muita educacão para estas criancas, que serao o futuro de amanha.

    ResponderExcluir